DIA INTERNACIONAL DA PAZ, 21 DE SETEMBRO

Era uma vez algumas crianças que tinham um Sonho.

O Sonho delas era que, por Um Dia, apenas um, houvesse paz na Terra.

"Imagine", disse Johnny, "se o mundo experimentasse paz por um dia, talvez a paz prevalecesse."

"Mas há tantas lutas no mundo", disse-lhe Maria, "na nossa casa, nossa vizinhança e entre as nações."

"Sim", acrescentou Amir, "as pessoas não se respeitam, nem respeitam a Terra. Mas, talvez se o mundo tentar se unir por Um Dia, tudo possa mudar."

"Você acha que isso é possível?", perguntou Wei-Ling. "Você crê que o mundo deixaria de guerrear até mesmo por Um Dia?"

"Será que isso já aconteceu antes?", perguntou Kwanza. "Vocês sabem?"

"Eu já li uma porção de livros de História", disse Maya, "e todos eles falam de guerra, sobre uma nação conquistando outra nação, ou um grupo de pessoas ferindo outro grupo."

"Isso mesmo e parece que não importava quais fossem as razões", acrescentou Wei-Ling que, como as outras crianças, era bastante esperta para sua idade.

"O que faremos então?", perguntou José.

"Somos apenas crianças. Quem nos ouvirá? Os adultos sempre agem como se soubessem de tudo.", disse Ali.

"Mas qual foi a última vez que uma criança começou uma guerra?", indagou Kwanza.

"Você está certo", falou Maya, "não há nada na História que prove que uma criança começou uma guerra."

"Se isso é verdade", respondeu Maria, "talvez as crianças possam se unir para trazer a Paz Mundial! E então, unidas, as pessoas poderiam trabalhar em prol de uma vida mais justa para todos."

"Mas como faremos isso?", perguntou Ali. "Quem nos dará ouvidos?"

"Nossos pais nos ouvirão", disse Wei-Ling.

"E também nossa família e parentes", acrescentou Maya, que tinha muitos irmãos e um grande número de primos e tios.

"E outras crianças, elas nos darão ouvidos", falou Amir. "Afinal, falamos a mesma língua."

"Mas como faremos tudo isso?", clamou Kwanza. "Como criaremos um dia de paz?"

"Nós colocaremos na TV", respondeu Maya, "e anunciaremos no rádio."

"Escreveremos uma carta ao Presidente", acrescentou José.

"Acho que deveríamos pedir às Nações Unidas", disse Johnny. "Assim, o mundo inteiro teria conhecimento da nossa idéia de consagrarmos um dia à paz mundial. Mas que dia seria esse?"


 

"Espere um segundo, meninos", exclamou Ali. "Eu acho que já existe um dia consagrado à paz na Terra pelas Nações Unidas."

"Você está certo, Ali!", sorriu Maria. "Lembro-me que, quando fomos na excursão às Nações Unidas, ouvimos falar do Dia Internacional da Paz. Acho que é no Outono..."

"21 de Setembro!", gritou Ali. "Exatamente! O Dia Internacional da Paz já existe há anos, mas poucas pessoas ouviram falar dele..."

"Que tal se as crianças do mundo inteiro ajudassem a fazer do dia 21 de Setembro o maior Dia de Paz que já existiu?!", sugeriu Wei-Ling.

"Combinado!", declararam todos.

As crianças verificaram o Dia Internacional da Paz na Internet e descobriram que estavam certas. A Assembléia Geral das Nações Unidas havia passado uma Resolução pedindo ao mundo inteiro para realizar um Cessar Fogo Global e um dia de paz mundial nos lares, na comunidades e entre as nações, no dia 21 de Setembro. Imediatamente, as crianças começaram a trabalhar na campanha da paz mundial.

No princípio, a campanha começou pequena, com as crianças conversando com alguns amigos na escola e na vizinhança.

A seguir, espalhou-se por uma outra escola e mais outra. Mais e mais pessoas estavam falando sobre o "Dia Internacional da Paz, a 21 de Setembro" e o que poderiam fazer para celebrá-lo e contribuir a fim de que o Cessar Fogo Global fosse uma realidade.

Na escola de Maya, eles realizaram um concurso de cartazes sobre o "Dia Internacional da Paz, a 21 de Setembro". A escola de Kwanza realizou um concurso de redação.

A classe de Amir criou um Clube do Dia Internacional da Paz. Eles pediram ao Prefeito para declarar uma Proclamação da Paz a 21 de Setembro. Depois, escreveram ao Governador e pediram-lhe que declarasse uma Proclamação. Repórteres dos jornais, rádio e TV compareceram à escola para ver o Governador apresentar uma Proclamação oficial do Dia Internacional da Paz.

Este acontecimento fez com que a escola inteira se envolvesse. Eles escreveram a seguinte carta aos líderes de mais de 191 nações:

"Prezado Presidente" ou "Prezado Primeiro Ministro" ou "Prezado Rei" ou "Prezada Rainha", conforme fosse o caso. "Nós, crianças de todo o mundo, estamos cansadas de tantas guerras, mortes e sofrimento. Por favor, apoie o Cessar Fogo Global no Dia Internacional da Paz e junte-se aos povos celebrando o dia 21 de Setembro como um dia de paz nos lares, nas comunidades e entre as nações. Muito obrigado e Que a Paz Prevaleça na Terra."

A notícia da campanha do "Dia Internacional da Paz, a 21 de Setembro" começou a se espalhar.

Maria e sua irmã mais velha, Juanita, montaram uma página na Internet e, rapidamente, começaram a receber, no computador, mensagens de todas as partes do mundo.

Elas receberam mensagens de pessoas da Costa Rica, Bangladesh, Filipinas, Holanda, Inglaterra, Austrália e até de países que nunca tinham ouvido falar como, por exemplo, Kiribati. Os novos amigos da Internet concordaram em espalhar a mensagem sobre o Dia Internacional da Paz a 21 de Setembro entre todas as pessoas que conhecessem.

Cartas e emails começaram a chegar aos montes. Eles receberam mensagens de atores e cantores famosos, de líderes empresariais e vencedores do Prêmio Nobel. Todos disseram que ajudariam a espalhar a notícia do Dia Internacional da Paz e do Cessar Fogo Global.

Eles receberam cartas de Presidentes e Primeiros Ministros que prometeram que suas nações respeitariam o Cessar Fogo Global e celebrariam o dia em paz.

Essas crianças acreditaram num mundo melhor para todos nós.

Elas começaram em suas casas, ajudando a levar a paz a suas famílias, bairros, cidades, espalhando a notícia de um para outro.

Alguns organizaram feiras da paz, festivais e assembléias. Outros estabeleceram postes da paz que traziam a mensagem "Que a Paz Prevaleça na Terra" em vários idiomas. Alguns plantaram jardins da paz. Em toda parte, unidas, as pessoas colaboravam para construir laços de comunidade e pontes de entendimento. A campanha pelo primeiro dia de paz da humanidade cresceu e espalhou-se por todo o mundo.

Este ano, com sua ajuda, o dia 21 de Setembro será o maior Dia da Paz que já existiu. Cada um de nós pode fazer a diferença!

Use sua criatividade para ajudar a compartilhar o espírito da paz no dia 21 de Setembro... o que você pode fazer em sua casa, sua cidade, seu país?

Lembre-se, a Paz é mais do que a ausência de guerra. É aprender a respeitar a si próprio, os outros e o planeta que compartilhamos. A Paz começa com cada um de nós, UM DIA de cada vez...

Que a Paz Prevaleça na Terra!

This story may not be copied or transmitted for commercial uses.

http://www.internationaldayofpeace.org/

 

 CURA PLANETÁRIA